terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Nova tarifa de ônibus provoca reclamações de passageiros em Salvador


A nova tarifa de ônibus em Salvador, no valor de R$ 3,70, passa a valer a partir desta terça-feira, 2. O reajuste de R$ 0,10, anunciado no dia 29 de dezembro pelo superintendente do sistema Intergra, Orlando Santos, provocou reclamações de passageiros. O autônomo Augusto Santos, 50, diz que o reajuste no preço da passagem é necessário, assim como a melhoria da qualidade do serviço. “Entendo a necessidade de aumentar a tarifa, até pela questão do custo, mas é preciso também priorizar o conforto do passageiro e isso nós não percebemos. Pelo menos foi só 10 centavos”, diz ele. Em 2018, os índices utilizados para a decisão do reajuste da tarifa foram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA), Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e a variação do preço do óleo diesel, informado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).Segundo a assessoria de relações do trabalho do Sistema Integra, consórcio responsável pela concessão de ônibus na cidade, a questão é garantir o equilíbrio do sistema, levando em conta custo e receita. Ainda de acordo com a assessoria, seria possível mexer em outras variáveis que não a tarifa, como a gratuidade e o combate aos transportes clandestinos. Em nota, a prefeitura informou que está em curso um estudo sobre o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de ônibus a partir da integração com o metrô. O estudante Mateus Viana acredita que não há vantagens para nenhum dos lados. “A prefeitura afirma que é para tentar ajustar as contas, mas não vemos nada disso refletido na melhoria da população. Houve redução de ônibus nos bairros periféricos por conta do metrô que não funciona de forma plena”, salientou. (Atarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário