terça-feira, 8 de outubro de 2013

Acusado de chacina diz, matou crianças porque choro o irritou


Preso como principal suspeito de cometer uma chacina em Cidade Ocidental, Marlon Ferreira, de 20 anos, confessou o crime. Durante a sua apresentação, ele deu detalhes sobre a morte de quatro pessoas da mesma família, inclusive duas crianças, de 2 e 3 anos: "O choro deles me irritou bastante e eu matei". À polícia, Marlon relatou que tinha um caso com a mulher assassinada. A vítima é irmã da ex-esposa do suspeito, com quem ele tem um filho de 1 ano. 
O jovem contou que, no dia da chacina, os dois foram para um bar, beberam e usaram cocaína. Depois, voltaram para a residência, onde as crianças dormiam. O pai delas estava no trabalho. Ele conta que discutiu com a mulher "por besteira" e a matou a facadas. As crianças acordaram e, ao verem a mãe morta, começaram a chorar. Irritado, ele golpeou as crianças com a mesma faca. 
Depois das três mortes, o suspeito diz ter ficado na casa à espera do marido da vítima. "Ele chegou do serviço, se deparou com a cena e aí eu dei um golpe nele". Ele fugiu com a motocicleta do homem assassinado. Marlon acabou preso em Ceilândia, cidade do Distrito Federal, em um ponto de uso de drogas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário